Articulistas
5 regras para que haja respeito em sua família
  • por raptor
  • maio 19th, 2020,
  • 0 Comentários(s)

A personalidade de uma pessoa pode ser definida através da forma como ela foi criada por sua família e como ela se desenvolve em seus vários círculos sociais. Por isso, uma das bases que se deve inculcar na família em todo momento é o respeito, já que deste dependerá que um indivíduo se torne uma pessoa de bem no futuro.

Se você é um pai de família e quer promover o respeito dentro de seu lar, então há cinco regras básicas que sugerimos que considere e execute para que isso aconteça. Elas encontram-se publicadas pelo Psycological Science Journal, que estabelece alguns princípios que são aplicáveis a qualquer família. Aqui vamos nós, dê uma olhada e comece a colocá-los em prática. Tais regras não são nada difíceis! E, se for perseverante em aplicá-las, logo notará as mudanças em seu parceiro e filhos.

1. Não abuse da sua autoridade

O fato de ser um dos pais da família não lhe dá direito a frases como: “porque sou sua mãe/pai e estou dizendo que…”, “porque eu mando aqui”, “porque esta é a minha casa”, entre outras. Tudo o que esse tipo de frase faz é que seus filhos as gravem desde pequenos e não sintam que sua casa seja um lugar onde possam sentir-se livres e confortáveis. Em vez disso, sentirão que convivem com pessoas que não os deixam expressar-se como gostam. Claro que isso não significa que não deva haver disciplina, mas há outras formas!

2. Antes de impor uma regra, escute!

Se você está implementando uma regra nova em sua casa, é importante que, antes, ouça a opinião de cada membro da família. Assim, estará abrindo os canais de comunicação, e todos se sentirão livres para dizer o que sentem. Uma vez que tenha ouvido e levado em conta seus pensamentos, então, aí sim! E que a regra seja igual para todos.Advertisement

3. Esqueça os apelidos e insultos

Quando se zangar, é fundamental e muito importante encontrar uma forma de se controlar. Nunca se permita insultar seus entes queridos, porque, muitas vezes, não medimos as consequências que um insulto pode ter, sobretudo nas crianças. Outra coisa sobre o respeito, é chamar pelo nome, tanto os seus filhos quanto seu parceiro. É para isso que as pessoas têm nomes, certo? E, claro, esqueça apelidos como: “gordo”, “baixinho”, “magricela”, etc. Os efeitos que isso gera são complexos.

4. Seja sempre justo

Se alguém infringiu algumas das regras, deverá ter uma sanção, aplicável a todos os integrantes da família – igualmente. Nada de “ele é pequeno, não entende” ou desculpas equivalentes, para não cumprir o castigo inerente à quebra de alguma regra, porque a única coisa que será promovida é um sentimento de injustiça dentro da família.

5. Promova a confiança

Sempre que algum membro da família tiver um problema, deve ser ouvido; e qualquer coisa, por «mínima» que seja, deve ser atendida. Em momento algum deve-se menosprezar os problemas ou fingir que não os vê. Muitos pais se perguntam por que seus filhos não têm confiança neles, e a resposta é basicamente essa: quando quiseram se aproximar, foram deixados de lado.

Lembre-se de que a confiança e o respeito andam de mãos dadas. Com estes conselhos, você vai perceber que tudo na sua família, irá progredir continuamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *