Vida

Bispos se manifestam contra a descriminalização do aborto

por Pastoral Familiar, 25 de agosto de 2023, 0 Comentários(s)

De diferentes partes do país, bispos e arcebispos têm se manifestado em defesa da vida e contrários à Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) nº 442, que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF). A peça propõe a legalização do aborto e tende a ser colocada em votação até outubro, conforme desejo manifestado pela presidente do STF, ministra Rosa Weber, que é a relatora do processo. O pedido a ser julgado é que o aborto seja descriminalizado até a 12ª semana de gestação.

O Conselho de Pastoral do Regional Leste 2 (Minas Gerais) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), composto pelos bispos da Presidência do Regional e os bispos presidentes das Comissões Episcopais de Pastoral, emitiram um nota na qual lamentam “que a vida humana seja tratada de modo desigual entre os que estão ainda nos ventres e os que pisamos o chão da história”. Na mesma nota, os bispos também se posicionaram contra a legalização das drogas. Leia na íntegra.

Já os bispos do Regional Sul 4, de Santa Catarina, enviaram uma Nota Pastoral em Defesa da Vida para todas as comunidades eclesiais. “Como Igreja, Povo Santo de Deus, não nos calaremos diante das atrozes ameaças à dignidade da vida humana, desde a sua concepção até o seu fim natural. Reiteramos e convocamos todo o Povo de Deus do Regional Sul 4 da CNBB, a defender incondicionalmente a vida Dom de Deus! Não aceitamos a ADPF 442”, diz o texto. Confira aqui.

Em vídeo, o arcebispo de Curitiba (PR), dom José Antonio Peruzzo, também alertou sobre o risco da tramitação da ADPF 442. “Nenhum juiz tem autoridade para dizer ‘agora é pessoa, agora não’. Mas, parece que querem brincar de ser deuses. Não permitamos isso”, destacou.

O arcebispo de Goiânia, dom João Justino de Medeiros Silva, conclama a todos os fiéis, religiosos e leigos para conscientizar o Povo de Deus sobre o risco com a legalização do aborto. “Não há qualquer possibilidade de nós, católicos e todos os cristãos, nos mantermos paralisados frente a essa que é uma verdadeira ameaça aos princípios mais básicos não só da nossa doutrina, mas de toda a vida humana e da convivência social”, afirmou.

Seminário

No início de agosto, o bispo auxiliar de Curitiba (PR) e referencial da Comissão Especial de Bioética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Reginei José Modolo, representou a entidade no evento destinado ao debate jurídico sobre a legalização do aborto. Em sua exposição, dom Reginei recordou as ações da Igreja Católica para a promoção da vida em abundância para todos e pediu que os poderes públicos “refutem quaisquer projetos que atentem contra a dignidade da vida humana”.

“Tristemente, os direitos humanos básicos são violados de muitas maneiras, não apenas pelo aborto. Porém, todos os belos esforços para proteger os direitos não serão bem sucedidos se a própria vida continuar a ser desvalorizada”.

Confira a exposição na íntegra:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *