Família

Movimentos Eclesiais compartilham experiências de evangelização

por Pastoral Familiar, 28 de fevereiro de 2023, 1 Comentários(s)

Troca de experiências durante o Encontro (Foto: Luiz Lopes Jr/CNPF)

No último sábado (25), a Comissão Nacional da Pastoral Familiar e representantes de 16 movimentos eclesiais puderam compartilhar experiências e discutir formas de evangelizar as famílias – desde a infância até a terceira idade, passando por situações de viuvez e das pessoas que vivem sozinhas. O momento foi favorecido pelo casal vice-coordenador, Milton e Lurdes.

Uma atenção voltada para as crianças entre 2 e 7 anos foi proposta pela Comissão Nacional durante o Encontro. O casal representante da Comunidade Shalom, André e Nathália, contribuiu com o material Caminho da Paz, que é um itinerário espiritual para a faixa etária dos pequenos. “Estamos dispostos a colaborar para construir este material para a evangelização das crianças e para apoiar os pais na educação cristã dos seus filhos”, explicou André. “Por meio de desenhos e dinâmicas vamos inserindo os pequenos nessa amizade com Deus”, completou Nathália.

As Equipes de Nossa Senhora (ENS) são um movimento de espiritualidade conjugal católico, leigo e constituído por casais que buscam no sacramento do matrimônio um ideal de vivência cristã. O grupo atua no Brasil desde 1950. O casal Rubens e Tatiana representaram o movimento e lembraram a parceria da ENS com Pastoral Familiar. “Essa partilha de experiências nos propõe o mesmo objetivo: evangelizar as famílias. Isso enriquece cada um dos movimentos e também a nós. Levamos na nossa bagagem o que ouvimos e vamos compartilhar”, comentou Rubens.

Representando o Caminho Neocatecumenal, Aldemir e Ione disseram que o itinerário de redescobrimento do batismo atinge a todas as faixas etárias da família. “Nossa experiência é com as famílias. Trabalhamos de forma global”, explicou Aldemir. “O Caminho Neocatecumenal é um instrumento em benefício da Igreja. O caminho está a serviço da diocese, da paróquia, e por diversas vezes as pessoas vão anunciar às outras famílias a experiência do amor de Deus”, completou. Na paróquia em que participam do Caminho Neocatecumenal, em Ceilândia (DF), Aldemir e Ione comentaram que o responsável da Pastoral Familiar faz parte das comunidades e que isso mostra essa integração e o serviço em favor das famílias.

Comentários

  1. FRANCISCO GELITO DE SOUZA NASCIMENTO disse:

    Muito importante esse momento para a igreja, onde, tanto os movimentos que trabalham com casais e famílias precisam está em comunhão com a pastoral Famíliar, mais também precisamos em nossas paróquias e Árias Missionárias ter essa comunhão pastoral e realizar os trabalhos juntos para podermos alcançar o caminho ao projeto de Deus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *