Família

Os jovens falam sobre a família

por Pastoral Familiar, 29 de abril de 2020, 0 Comentários(s)

No último documento do Papa Francisco sobre a Juventude, a exortação apostólica Christus Vivit, uma frase ficou marcante após o Sínodo dos Jovens: “vós sois o agora de Deus”. E foi nessa perspectiva de ouvir os jovens e valorizar sua caminhada na Igreja, que o programa Hora da Família da última terça-feira, 28 de abril, abriu o espaço para jovens do movimento Eterna Semente partilharem suas impressões sobre a família.

O bispo de Rio Grande (RS) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da CNBB, dom Ricardo Hoepers, iniciou a partilha ressaltando a importância de ouvir como os jovens sentem-se como filhos, como enxergam a família. Para isso, contou com quatro jovens da diocese que participam do movimento, além do diretor espiritual, padre Leandro Brum Pinheiro.

O que é a família para os jovens

Cada um dos jovens resumiu o que é família em poucas palavras. Aldrey, de 15 anos, escolheu as palavras BASE e CUIDADO para definir família: “É onde tudo começa, onde a gente nasce, onde a gente começa a respeitar os outros e a gente aprende a conviver também. Ali que tudo se molda e tudo acontece. Cuidado porque na família todo mundo é muito junto, todo mundo se cuida independente do que acontece na família, independente de muitas brigas”, disse a jovem que começou a frequentar a Igreja depois de participar de um retiro para crianças do movimento.

Emanuel, de 18 anos, um dos coordenadores do movimento na diocese de Rio Grande, escolheu as palavras SEGURANÇA e CONFIANÇA.

Família é o lugar onde a gente se encontra todos os dias. Com a quarentena, não temos nosso cotidiano, mas na nossa correria, a gente sempre volta para o mesmo lugar. E a gente tem a segurança de que em casa é onde a gente pode ser quem a gente é de verdade – ser espontâneo. A gente tem a segurança de que estamos com as pessoas que nos amam. E segurança pela confiança que outro fala a verdade, de sempre buscar se sincero um com o outro”.

Gabriela colabora com Emanuel na coordenação. A jovem de 17 anos enxerga a família como LUZ e ESPERANÇA, por conta da formação da pessoa inspirada nos pais, como eles são e como criam os filhos:

“A família é a luz porque a gente sempre vai se espelhar nos nossos pais. E a esperança é aquilo, a nossa vida nem sempre é perfeita, a gente tem coisas ruins e as coisas boas, só gente sempre vai ter a família para ser o nosso porto seguro. Sempre vai ser luz e esperança porque quando as coisas dão errado e quando as coisas estão boas também, a gente tem a nossa família para dar o colo, para dar aquele abraço, aquele sorriso e também muitas vezes para chorar junto com a gente”.

Já o jovem Lucas, de 16 anos, escolheu as palavras amor, carinho e inspiração:

“A gente encontra amor e carinho seja nos momentos bons, nos momentos ruins, sempre na nossa família. Inspiração é porque tudo que minha família conquistou, seja na Igreja, seja nós como filhos, não foi de graça. Então isso me inspira a construir uma família na Igreja como eles conseguiram construir”.

Padre Leandro comentou sobre esta perspectiva de família e filhos:

Nós sempre falamos na educação a questão da referência. Hoje, a gente percebe que os jovens buscam referencias – e durante muito tempo essa referência estava na família. E parece que ela vem perdendo esse vínculo familiar. Acho que nós deveríamos nos questionar mais enquanto famílias o quanto estamos sendo essas referências”.

Padre Leandro recordou que as experiências do diálogo, do perdão e da escuta se dão na família, mas “se os jovens não encontram no seu núcleo, eles vão buscar em outro lugar. Como família, precisamos fazer esse exame de consciência continuamente. Se nós não formos essa referência, alguém será”.

Como atrair e acolher os jovens na Igreja

Questionados como atrair e manter os jovens na Igreja, os membros do Eterna Semente reforçaram a ideia de utilizar a linguagem adequada às crianças e jovens, além da importância das amizades e do apoio da família na participação das atividades. O movimento preza pelo envolvimento das famílias durante os retiros e encontros. Também ganhou destaque a possibilidade de que cada criança e jovem serem eles mesmos. “O Eterna vem tirar do padrão para poder ser tu mesmo para poder ser feliz, é assim que Deus quer”,  disse Emanuel.

Conheça e acompanhe o movimento:
https://www.facebook.com/movimentoeternasemente/
https://www.instagram.com/m.eternasemente/

Dicas para a relação entre pais e filhos

Dom Ricardo, padre Leandro e os jovens pontuaram várias questões que podem servir como dicas para a relação entre os pais e os filhos:

DIÁLOGO

Sentar e conversar. O diálogo é uma base que traz um elemento que é fundamental entre pais e filhos. Mesmo que haja diferenças, que se pense de forma diferente, quando se dispõe a se sentar e conversar, tudo dá certo. Porque ouve o outro, entende o que o outro quer dizer

Dom Ricardo Hoepers

CONFIANÇA

Pais: a confiança dentro das nossas casas é como um passo de harmonia”.

Dom Ricardo Hoepers

Não deixem de acreditar nos jovens, não deixem de acreditar nos filhos, na potencialidade que eles têm. Agora é um tempo que a gente está vivendo uma série de incertezas e talvez seja a oportunidade que nós temos de preparar esses jovens para viver um mundo que vai ser totalmente novo”.

Padre Leandro

No eterna a gente nunca pode perder a criança que existe dentro da gente.

Gabriela

UNIÃO

Pais e filhos, tornar o ambiente familiar um porto seguro, porque se a família não for um porto seguro, os jovens vão buscar isso em outro lugar que podem não ser sadios.

Dom Ricardo Hoepers

Uma família sem união não é nada. A família deve estar unida dentro de casa, a gente ajudar nas tarefas de casa, ver a missa, não podemos nos distanciar…

Lucas

Nesse tempo, a gente procurar olhar mais para as pessoas que estão ao nosso lado e permanecer unido nessa época que é de crise no mundo todo.

Aldrey

Como São Paulo diz para a gente, “Suportai-vos uns aos outros”. Não no sentido de aturar, mas no sentido de ser suporte um para o outro, principalmente nesse momento de tanta instabilidade emocional a gente ser suporte para nossos pais, filhos, irmãos, que a gente vai passar por tudo isso junto.

Emanuel

ORAÇÃO

Digo para as famílias que sempre busquem a oração.

Gabriela

Assista à live na íntegra:

https://www.facebook.com/PastoralFamiliarCNBB/videos/663772834463144/?v=663772834463144

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.