Regionais

“Se tivéssemos tido a chance de ser preparados para o Matrimônio desta forma”

por Luiz Lopes, 7 de abril de 2021, 0 Comentários(s)

O casal coordenador do Núcleo de Formação e Espiritualidade do Regional Nordeste 1, Raimundo Macêdo e Maria Socorro Macêdo, partilhou um testemunho após participar da formação sobre o Itinerário Vivencial de Acompanhamento Personalizado para o Sacramento do Matrimônio.

“É inegável a eficácia da sensibilização de jovens sobre a vocação do Matrimônio, através do Itinerário Vivencial de Acompanhamento Personalizado para o Sacramento do Matrimônio”, garantiram.

Socorro contou que durante a participação das dez horas de formação sobre o Itinerário, olhava vez por outra para o Macêdo e pensava assim: “Ah, se nós tivéssemos tido a chance de ser preparados para o Matrimônio desta forma!”.

Pois, se assim tivesse acontecido, muitos dissabores, dificuldades e conflitos teriam sido superados de forma mais consistente, e com presteza, sem deixar rastros! E saibam que temos 55 anos de casados! E esta Formação foi de grande proveito, grande valia, para nossa vida pessoal e conjugal“, partilhou.

A proposta do Itinerário Vivencial de Acompanhamento personalizado de preparação para o Matrimônio enriqueceu o casal já com algumas décadas de vida conjugal e que teve uma vida de Igreja mesmo antes do casamento, como na catequese, por exemplo.

Responsáveis pelo Setor Pré-Matrimonial e pelo Núcleo de Formação e Espiritualidade no Regional NE 1, refletem sobre as possibilidades melhorar e tornar frutuosa a Catequese Matrimonial, adaptando a proposta do Itinerário à realidade das dioceses cearenses, tendo como base os testemunhos dos agentes da Pastoral Familiar, bem como os materiais didáticos estudados e aprofundados desde a Familiaris Consortio.

Raimundo e Socorro Macêdo incentivam todos a participarem da formação, mas orientam que o acompanhamento dos noivos deve ser feito por aqueles escolhidos pelos padres responsáveis. “É claro que a Pastoral Familiar, o ECC, as Equipes de Nossa Senhora, e outros movimentos e serviços da Paróquia podem e devem participar: sugiram aos Sacerdotes nomes de casais para a missão do Itinerário Vivencial de Acompanhamento Personalizado para o Sacramento do Matrimônio”, incentivam.

O casal também salienta que a nova metodologia proposta pela Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da CNBB, por meio da Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF), busca uma melhor preparação para os nubentes em vista do Sacramento do Matrimônio, mas pode ser aplicada juntamente com outras propostas e materiais já presentes nas dioceses e paróquias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *