Família

Campanha “Minha família acolhe o Menino Jesus” está de volta

por Luiz Lopes, 12 de novembro de 2021, 18 Comentários(s)

Resgatar a importância da montagem do presépio em família e o verdadeiro sentido do Natal – o nascimento de Jesus. É por isso que a Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF) lança, neste período que se aproxima o início do Tempo do Advento, a segunda edição da campanha “Minha família acolhe o Menino Jesus”. A iniciativa começou no ano passado, em meio a um momento crítico da pandemia causada pelo coronavírus, e agora pretende se espalhar ainda mais.

Neste ano, além das famílias, pastorais, comunidades e paróquias de todo o país são convidadas a preparar o ambiente e compartilhar como estão os preparativos e o resultado final nas redes sociais por meio da hashtag #presepioemcasa.

“Cada um deve preparar como pode o seu próprio presépio, de acordo com a cultura e com o que tiver disponível. O importante é que não deixemos passar a oportunidade de catequisarmos nossas crianças em relação ao verdadeiro sentido do Natal”,

explica o secretário executivo da Comissão Nacional da Pastoral Familiar, padre Crispim Guimarães.

Neste ano, a Comissão vai publicar vídeos e oferecer informações e reflexões a respeito do presépio e da espiritualidade do Advento, divulgar a tradição de retratar o nascimento de Jesus e apontar a importância para a compreensão do Natal, bem como da força catequética dessa representação. Além da montagem dos presépios, os agentes são convidados a celebrar em família a Novena de Natal, a partir do roteiro proposto pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

História do Presépio

O presépio teve origem em Gréccio, na Itália, em 1223, onde São Francisco de Assis se deparou com grutas que lhe faziam lembrar a paisagem de Belém. Foi lá que o Santo representou o nascimento do Salvador.

Na sua carta apostólica Admirabile Signum (Admirável Sinal) – sobre o significado e valor do presépio, o Papa Francisco o define “como um Evangelho vivo que transvaza das páginas da Sagrada Escritura”. No texto, o pontífice recorda que a tradição é aprendida pelas crianças, quando o pai e a mãe, juntamente com os avós, “transmitem este gracioso costume, que encerra uma rica espiritualidade popular”. O desejo do Papa Francisco é que “esta prática nunca desapareça; mais, espero que a mesma, onde porventura tenha caído em desuso, se possa redescobrir e revitalizar”.

Comentários

  1. Lucia Araújo disse:

    Maravilhosa campanha! Muito significativa essa tradição nos lares. Eu e minha família adoramos o Natal, montar o presépio! E acima de tudo celebrar o nascimento de Cristo. O que não é visto não é lembrado! Montemos nossos presépios! 😍

  2. Magna Sandra Almeida de Oliveira Pires disse:

    O Natal está chegando. Sempre se fala em tempo de renovação, mas primeiro do que tudo, temos que fazer uma reflexão sobre nos mesmo e ver o que deve ser mudado em nos mesmo. Devemos receber o menino Jesus como agradecimento, com alegria no coração para que possamos festejar esse dia com muita paz e alegria no coração

  3. Cid Moura disse:

    Obrigado por nos lembrar festa digna ação de são de São Francisco a nós e às familias. Que as bençãos de Deus derramem sobre nós e que Jesus não nos esqueças. Comunidade São Raimundo Nonato.

  4. Tanea Albuquerque disse:

    Aqui em casa, Natal é comemorado o ano todo. Tenho mais de trinta presépios, q até a chegada dos netos…ficavam montados pela casa toda. Agora tive q colocá-los dentro de cristaleira, em cima de mesa e nas paredes dependurados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.