Igreja

4º Congresso Brasileiro de Médicos Católicos ocorre neste final de semana

por Pastoral Familiar, 11 de novembro de 2021, 0 Comentários(s)

Adiado por conta da pandemia do novo coronavírus, o 4º Congresso Brasileiro de Médicos Católicos será realizado neste final de semana, de 12 a 14 de novembro, em Brasília (DF). Com o tema “Vocação e missão do médico católico“, o evento reunirá representantes de mais de 14 Associações Diocesanas de Médicos Católicos, além de grupos médicos católicos e lideranças médicas e eclesiais. Durante o evento, deverá ser oficializada a Associação Nacional de Médicos Católicos, com o apoio da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que participará da programação.

A abertura do evento será com a missa presidida pelo arcebispo de Brasília, dom Paulo Cezar Costa, na paróquia Nossa Senhora da Esperança. O restante das atividades ocorrem nas dependências da paróquia e também de forma virtual. Participam da cerimônia de abertura dom Paulo Cezar; o arcebispo de Salvador (BA), cardeal Sergio da Rocha; e representantes do Conselho Federal de Medicina, da Federação Internacional das Associações de Médicos Católicos e da Associação de Médicos Católicos de Brasília, entidade promotora do evento.

Nos dias 13 e 14, haverá a programação científica na modalidade presencial e online, com atividades de Conferências, seguidas de debate; Mesas Redondas com múltiplos participantes; e Colóquios, com sustentação oral dos debatedores.

Segundo os organizadores, a temática do Congresso “envolve apresentações com ênfase na atuação do médico católico na atenção à saúde, na docência, em sua responsabilidade social, na defesa e promoção da vida, nos temas médicos contemporâneos e complexos, nas questões atinentes ao início e ao fim da vida, com abordagem bioética personalista. Haverá ainda programação científica dirigida aos estudantes de Medicina, além de debate sobre o papel das Associações de Médicos Católicos”.

Bispos colaboram com as reflexões presencial e remotamente: o cardeal Sergio da Rocha, vai falar sobre “Vocação do Médico Católico – Medicina como dom e compromisso”. Nas atividades on-line, o bispo auxiliar do Rio de Janeiro dom Antônio Augusto Dias Duarte vai conduzir uma conferência sobre os 25 anos da Evangelium Vitae; e dom Ricardo Hoepers, bispo de Rio Grande (RS) e presidente da Comissão para a Vida e a Família da CNBB, aborda o tema “Humane Vitae e a regulação da natalidade”. O bispo auxiliar de Brasília (DF) dom José Aparecido Gonçalves Almeida vai falar sobre os “Aspectos teológicos e jurídicos sobre a objeção de consciência”.

O evento contará também com apresentação de experiência da Pastoral da Criança e do Barco Hospital Papa Francisco. Haverá ainda um colóquio sobre as vocações e a medicina, provendo a reflexão sobre “matrimônio, vida consagrada, diaconato permanente, sacerdócio e medicina”.

A origem da articulação de médicos católicos

Em visita à sede da CNBB, em Brasília, o membro da Comissão Organizadora Nacional do evento, dr Pedro Pimenta de Mello Spineti, ressaltou o histórico das articulações médicas, que fizeram com que o primeiro congresso fosse realizado em 1948, aqui no Brasil.

Segundo Spineti, que abordará o tema em uma das conferência do evento, as articulações das associações médicas datam do final do século XIX, quando, após a Revolução Francesa houve o afastamento entre ciência e religião, rompendo com tradições como a de dedicar centros de saúde e hospitais a São Lucas ou aos irmãos médicos São Cosme e São Damião. A primeira tentativa de criar uma sociedade médica no Brasil foi em 1904. A iniciativa foi retomada em 1922, por ocasião dos 100 anos da independência e, em 1948, foi possível realizar o primeiro congresso.

Mais detalhes sobre a programação, acesse: https://congresso.medicoscatolicos.com.br/inicio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *