Vida

Live apresenta preparação da II Jornada Mundial dos Avos e dos Idosos

por Andre Luiz, 29 de março de 2022, 3 Comentários(s)

A Pastoral da Pessoa Idosa (PPI) e a Comissão Episcopal para a Vida e a Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) promovem, na próxima segunda-feira (4), às 19h, uma live para apresentar os preparativos para a II Jornada Mundial dos Avós e das Pessoas Idosas. O evento será celebrado em 24 de julho e terá como tema: “Dão fruto mesmo na velhice” (Sl 92, 15).

O encontro on-line contará com a presença do responsável da Pastoral da Pessoa Idosa do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, Vittorio Scelzo, do assessor eclesiástico nacional da Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF), Pe. Crispim Guimarães, e do Pe. Reginaldo Manzotti, embaixaixador da PPI no Brasil. A mediação da bate-papo será conduzida pelo arcebispo de Curitiba (PR) e presidente da Pastoral da Pessoa Idosa, Dom José Antônio Peruzzo, e coordenadora de relações institucionais da PPI, irmã Terezinha Tortelli.

Dia Mundial dos Avós

Esta é a segunda vez que a Igreja Católica celebrará o Dia Mundial dos Avós. O Papa Francisco institui a comemoração no ano passado, que é celebrada no último domingo de julho – próximo ao dia de Sant’Ana e São Joaquim, os avós de Jesus. O tema escolhido para o a primeira edição foi: “Eu estou contigo todos os dias” (Mt 28,20).

O tema escolhido para 2022 é um convite a reconsiderar e valorizar os avós e os idosos, tão frequentemente deixados às margens das famílias, das comunidades civis e eclesiais. A experiência de vida e de fé deles pode contribuir para construir sociedades conscientes das suas próprias raízes e capazes de sonhar um futuro mais solidário. Fator que é também significativo no contexto do caminho sinodal que a Igreja tem realizado.

Comentários

  1. Ivonete Batista de Oliveira disse:

    Parabéns pelo trabalho precisamos trabalhar os idosos

  2. Sueli Soares Fernandes disse:

    Desejo participar da II Jornada Mundial dos avós e da pessoa idosa, para melhorar a qualidade do meu trabalho.

  3. Fico imensamente feliz que a Igreja tenha esse direcionamento.
    Sempre fiquei inquieta em acompanhar tantas capacitações e celebrações direcionadas as crianças, aos jovens, aos casais e nós idosos não termos o nosso próprio nincho dentro do calendário. Gratidão à Deus por ter iluminado o Papa Francisco a ter esse discernimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.