Família

As mães testemunham a beleza da vida

por Luiz Lopes, 9 de maio de 2021, 0 Comentários(s)

O Dia das Mães de 2021, assim como em 2020, é marcado pelo contexto da pandemia da Covid-19 – agora, já de uma forma bem mais dolorosa que um ano atrás. O distanciamento de um ano atrás deu lugar a muitas perdas, despedidas impossibilitadas e laços rompidos.

Fazendo memória de todas as mães que partiram, o Portal Vida e Família recorre às palavras do Papa Francisco para homenagear todas as mães, que doaram e doam a vida no testemunho da beleza da vida.

Neste ano Família Amoris Laetitia, nada melhor que celebrar este dia tão especial para todas as mães recordando a exortação apostólica sobre o Amor na Família. 

O Papa Francisco ressalta que “a Mãe colabora com Deus, para que se verifique o milagre duma nova vida“. E ainda que «as mães são o antídoto mais forte contra o propagar-se do individualismo egoísta. (…) São elas que testemunham a beleza da vida».

Sem dúvida, «uma sociedade sem mães seria uma sociedade desumana, porque as mães sabem testemunhar sempre, mesmo nos piores momentos, a ternura, a dedicação, a força moral. As mães transmitem, muitas vezes, também o sentido mais profundo da prática religiosa: nas primeiras orações, nos primeiros gestos de devoção que uma criança aprende (…). Sem as mães, não somente não haveria novos fiéis, mas a fé perderia boa parte do seu calor simples e profundo.

Papa Francisco, Amoris Laetitia, 174

Na Amoris Laetitia, o Papa salienta que a maternidade surge duma «particular potencialidade do organismo feminino, que, com a sua peculiaridade criadora, serve para a concepção e a geração do ser humano». Mas também recorda que «a maternidade não é uma realidade exclusivamente biológica, mas expressa-se de diversas maneiras», indicando a adoção como caminho para realizar a maternidade e a paternidade de uma forma muito generosa.

Também na Amoris Laetitia, o Papa recorda São Tomás de Aquino: “as mães, que são as que mais amam, procuram mais amar do que ser amadas“.

Assim como a Igreja, que toma para si a figura materna, as mães são sinônimo de acolhida, cuidado afetuoso e encorajamento para a caminhada. Os filhos, nesse sentido, devem nutrir dignas devoção, obediência, respeito e honra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *