Vida

Festa de são Joaquim e sant’Ana, avós de Jesus

por Andre Luiz, 26 de julho de 2022, 0 Comentários(s)

A Igreja Católica celebra, nesta terça-feira (26), a festa dos pais da Virgem Maria e avós de Jesus, são Joaquim e sant’Ana. Os dois são conhecidos como padroeiros dos avós e foram pessoas de profunda fé e confiança em Deus, além de terem educado no caminho da fé sua filha, alimentando seu amor pelo Criador e preparando-a para sua missão. A data é comemorada na mesma semana do II Dia Mundial dos Avós e Idosos, proposto pelo Papa Francisco.

Segundo a tradição, Joaquim era um homem virtuoso e muito rico, da estirpe de Davi, que costumava oferecer parte do ganho dos seus bens ao povo e, outra parte, em sacrifício a Deus. Ambos moravam em Jerusalém. Quando se casaram, Joaquim e Ana não tiveram filhos por mais de vinte anos. Não gerar filhos, para os judeus daquela época, era sinal da falta de bênção e da graça de Deus. Porém, certo dia, ao levar suas ofertas ao Templo, Joaquim foi repreendido por um homem, chamado Ruben: pelo fato de não procriar, em sua opinião, ele não tinha o direito de apresentar as suas ofertas. Humilhado e transtornado com aquelas palavras, Joaquim decidiu retirar-se para o deserto e, durante quarenta dias e quarenta noites, suplicou a Deus, entre lágrimas e jejuns, que lhe desse descendentes. Ana também passou dias em oração, pedindo a Deus a graça da maternidade.

As súplicas de Joaquim e Ana foram atendidas. Assim, um anjo apareceu a ambos, separadamente, avisando-lhes que estavam para se tornar pais. Meses depois do retorno de Joaquim, Ana deu à luz a Maria. A criança foi criada com o cuidado carinhoso do pai e a atenção amorosa da mãe, na casa situada perto da piscina de Betzaeda. Ali, no século XII, os Cruzados construíram uma igreja, que ainda existe, dedicada a Ana, que ensinou as artes domésticas à filha.

Quando Maria completou três anos, Joaquim e Ana, em sinal de agradecimento a Deus, levaram-na ao Templo, para consagrá-la ao seu serviço, conforme haviam prometido em suas orações. O culto aos avós de Jesus, desenvolveu-se, primeiro, no Oriente e, depois, no Ocidente; mas, ao longo dos séculos, foram recordados pela Igreja em datas diferentes. Com a reforma litúrgica, após o Concílio Vaticano II, em 1969, os pais de Maria foram “reunidos” em uma única celebração, em 26 de julho. (Fonte: Vatican News)

Mensagem aos avós

O Papa Francisco, na mensagem enviada pela celebração do II Dia Mundial dos Avós e Idosos, convocou os anciãos a serem artífices da revolução da ternura. “Façamo-lo aprendendo a usar cada vez mais e melhor o instrumento mais precioso e apropriado que temos para a nossa idade: a oração. «Tornemo-nos, também nós, um pouco poetas da oração: adquiramos o gosto de procurar palavras que nos são próprias, voltando a apoderar-nos daquelas que a Palavra de Deus nos ensina».] A nossa imploração confiante pode fazer muito: é capaz de acompanhar o grito de dor de quem sofre e pode contribuir para mudar os corações. Podemos ser «o “grupo coral” permanente dum grande santuário espiritual, onde a oração de súplica e o canto de louvor sustentam a comunidade que trabalha e luta no campo da vida»”, disse o Pontífice.

São Joaquim e Sant’Ana, rogai por nós!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.