Família

Dia dos Namorados: vamos rezar o Rosário?

por Andre Luiz, 9 de junho de 2021, 1 Comentários(s)

Flores, chocolate, presente e são apenas algumas das alternativas cogitadas para celebrar o dia dos namorados no próximo sábado (12). Talvez rezar o Rosário não apareça na lista de muitos dos casais, mas pode ser uma ótima oportunidade de proporcionar o caminho do céu para o futuro matrimônio. É que neste Ano de São José, que celebramos desde 8 de dezembro de 2020, são concedidas indulgências plenárias de maneira especial às famílias, aos noivos e namorados.

Como forma de estimular a oração, especialmente por conta do Ano da Família Amoris Laetitia, o Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida disponibilizou um Rosário formatado especificamente para os namorados, com reflexões e orações a eles dedicadas. Para baixar o material, acesse: https://bit.ly/2TONqJr

Foto: Divulgação

“O decreto emitido pela Penitenciaria Apostólica estipula que o dom especial da Indulgência plenária será concedido aos fiéis que participarem do Ano de São José de acordo com algumas modalidades indicadas pela Santa Sé, incluindo a «recitação do Santo Rosário nas famílias e entre os namorados e noivos», explica o subsidio elaborado pelo Dicastério.

“São José propõe aos noivos, ainda que muito jovens, rezar juntos para voltarmo-nos com fé e amor a Maria, sua dulcíssima esposa e assim recriar o mesmo clima de comunhão, amor e amizade que foi vivido na família de Nazaré. Maria e José, primeiro como noivos e depois como esposos, são um modelo de humanidade e de santidade concreto e possível, que pode realizar-se na nossa relação com Deus e com as pessoas que amamos”, reforça o documento.

Para obter a indulgência plenária com a recitação do Rosário, os casais devem ainda cumprir as demais condições previstas: confissão, comunhão eucarística, orações pelas intenções do Santo Padre: Pai Nosso, Ave Maria. O prazo para realizar as ações é até 8 de dezembro de 2021.

Decreto

Neste ano, as indulgências podem ser recebidas por meio de orações e ações diferentes, incluindo rezar pelos desempregados, confiar a São José o trabalho diário, realizar uma obra de misericórdia corporal ou espiritual, ou meditar por pelo menos 30 minutos na oração do Pai-Nosso ou que participarem de um retiro espiritual, de ao menos um dia, que inclua uma meditação sobre São José.

O documento traz ainda outras alternativas: realizando qualquer obra de misericórdia; oferecendo o trabalho à proteção de São José; Rezando a Ladainha de São José, ou qualquer oração litúrgica em favor da Igreja perseguida; fazendo qualquer oração aprovada pela Igreja a São José, especialmente nos dias 19 de março, 1º de maio, Festa da Sagrada Família, Domingos de São José, no dia 19 de cada mês e em cada quarta-feira do ano; e, no caso dos enfermos e anciãos, rezando a São José pelos doentes e agonizantes, oferecendo os próprios sofrimentos a Deus.

Por conta da pandemia causada pelo coronavírus, “o dom da indulgência plenária estende-se particularmente aos idosos, aos enfermos, aos moribundos e a todos aqueles que por motivos legítimos não podem sair de casa”, afirma o decreto publicado pelo Vaticano.

Veja o decreto da Penitenciária Apostólica: https://bit.ly/3g7VsWx

Comentários

  1. Mara Regina de Quadros Moreira disse:

    Parabéns!!! Excelente!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *