Podcasts

Nova série de podcasts: Setores abordam as propostas do Ano Família Amoris Laetitia

por Luiz Lopes, 9 de junho de 2022, 1 Comentários(s)

A Comissão Nacional da Pastoral Familiar inicia uma nova série por ocasião do Ano Família Amoris Laetitia, celebrado pela Igreja Católica entre o dia 19 de março de 2021 e o dia 26 de junho de 2022. 

CAMINHANDO COM AS FAMÍLIAS retoma os 12 percursos pastorais com as famílias propostos pelo Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida do Vaticano para aplicar a exortação apostólica Amoris Laetitia.

Buscamos os coordenadores de cada setor da Pastoral Familiar para saber como está a implementação das propostas pastorais oferecidas para a Igreja. O primeiro setor que entrevistamos é o Setor Pós-Matrimonial, coordenado pelo casal Ronaldo e Tatiana de Melo. Eles detalharam as cinco propostas indicadas pelo Dicastério que estão relacionadas ao trabalho do Setor Pós-Matrimonial.

Confira:

Abaixo, as ações abordadas pelo casal Ronaldo e Tatiana de Melo:

SETOR PÓS-MATRIMONIAL

Ação n. 01.

Fortalecer a pastoral da preparação para o matrimônio com novos itinerários catecumenais em nível diocesano e paroquial (cf. AL 205-222) para oferecer uma preparação ao matrimônio remota, próxima e imediata e um acompanhamento dos cônjuges nos primeiros anos de casamento. Um compromisso confiado de modo particular aos casais que, com os pastores, se tornam companheiros de viagem dos namorados, noivos e dos esposos mais recentes.

Ação n. 02.

Potencializar a pastoral de acompanhamento dos esposos com encontros de aprofundamento e momentos de espiritualidade e oração dedicados a eles para adquirirem consciência do dom e da graça do sacramento nupcial (cf. AL 58-ss e 223-230).

Ação n. 03.

Organizar encontros para os pais sobre a educação dos filhos e sobre os desafios mais atuais (cf. AL 172-ss e 259 -290), respondendo à indicação do Papa Francisco, que sugere que os pais procurem compreender “onde os filhos verdadeiramente estão no seu caminho” (cf. AL 261).

Ação n. 04.

Promover encontros de reflexão e discussão sobre a beleza e as dificuldades da vida familiar (cf. AL 32-ss e 89-ss), para encorajar o reconhecimento do valor social da família, e a constituição de uma rede de pastores e de famílias capazes de fazer-se próximos nas situações difíceis, com o anúncio, a partilha e o testemunho.

Ação n. 07.

Promover nas famílias a sua natural vocação missionária (cf. AL 201, 230 e 324) criando momentos de formação para a evangelização e iniciativas missionárias (por exemplo, por ocasião da formação dos filhos para os sacramentos, matrimônios, aniversários ou momentos litúrgicos importantes).

Comentários

  1. Judete e Claudio Dinarowski disse:

    Ações práticas, importantíssimas no desafio que assumimos em defesa da Família e da Vida.
    A prática destas ações seguramente trará muita vida e partilha em nossas paróquias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.