Igreja

Em Roma, dom Ricardo Hoepers apresenta trabalho da Comissão Vida e Família da CNBB

por Luiz Lopes, 6 de maio de 2022, 0 Comentários(s)

Os bispos do Regional Sul 3 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Visita Ad Limina no Vaticano, visitaram nesta sexta-feira, 6, o Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida. Na oportunidade, o bispo de Rio Grande (RS) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família CNBB, dom Ricardo Hoepers, destacou o trabalho de animação e articulação da Pastoral Familiar e do Serviço à Vida em todos os Regionais do país.

Dom Ricardo foi o responsável por apresentar as ações da Igreja no Regional Sul 3 em relação às dimensões eclesiais sob os cuidados do Dicastério: laicato, vida e família. Ele também dirigiu algumas perguntas a respeito dos ministérios leigos, à acolhida do capítulo VIII da exortação Amoris Laetitia pelo mundo e sobre o enfrentamento às políticas contra a vida.

O bispo destacou que a Comissão Episcopal e Pastoral Vida e Família da CNBB “tem se dedicado com empenho na organização, produção de materiais e mobilização das Dioceses para priorizar a Pastoral Familiar e o Serviço à Vida em todos os seus Regionais”.

Ele citou como prioridades a aplicação dos itinerários de acompanhamento personalizado para a preparação para o matrimônio e para recém-casados. Outro destaque é a acolhida, discernimento, integração e acompanhamento de casais em novas uniões.

“A estrutura da Comissão Vida e Família vem crescendo a cada ano e, especialmente neste tempo de pandemia e com o Ano de São José e Ano Amoris laetitia, houve um crescimento ainda maior em busca de implantação e aprofundamento. Para suprir esta demanda, investimos em subsídios mensais e temáticos: Hora da Família e Hora da Vida”, partilhou.

Dom Ricardo também apresentou a proposta do Serviço à Vida, uma “organização transversal que atua em toda a Pastoral Familiar, na promoção, defesa e cuidado com a vida desde a concepção até seu fim natural”. Uma ação específica do Rio Grande do Sul, que busca ser estendida para outros estados do Brasil, é a organização do Observatório de Bioética, que reúne as Instituições de Ensino Superior e outras Instituições afins para estudar, debater e aprofundar os temas da Bioética no eixos início da vida, políticas públicas e final de vida.

X Encontro Mundial das Famílias

Outro destaque na partilha de dom Ricardo é a “plena adesão e participação” do Regional Sul 3 no X Encontro Mundial das Famílias, no próximo mês de junho. “As dioceses já estão se preparando para realizar o X Encontro concomitantemente com o Papa com uma programação intensa que mobilizará todas as famílias”, anunciou o bispo.

Em todo o Brasil, as dioceses são motivadas a preparar programações locais que ocorram em sintonia com as atividades que serão realizadas na cidade-sede, Roma.

Movimentos eclesiais

De acordo com dom Ricardo, o prefeito do Dicastério, cardeal Kevin Farrell, motivou a acolhida e o acompanhamento dos Movimentos Eclesiais. O purpurado demonstrou alegria e apoio à Comissão Vida e Família da CNBB, que tem realizado periodicamente encontros nacionais em diálogo com os movimentos e contado com seu apoio em ações da Pastoral Familiar. “No Rio Grande do Sul temos a Pastoral Familiar e Movimentos afins atuando em todas as Dioceses”, ressaltou.

Dom Ricardo Hoepers com o prefeito e secretários do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida

Colaborador brasileiro

Ao final de sua partilha, quando agradecia pelo “empenho e competente trabalho realizado” pelo Dicastério, dom Ricardo destacou a atuação do padre brasileiro Alexandre Awi Mello, que é um dos secretários do organismo da cúria romana: “Para nós é um orgulho termos um brasileiro tão dedicado e eficiente atuando na dimensão da família que é fonte de todos os outros Dicastérios, pois é na família que tudo começa”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.