Regionais

Assessores Eclesiásticos do Regional Nordeste 2 se reuniram em Camocim de São Félix (PE)

por Andre Luiz, 14 de maio de 2022, 0 Comentários(s)

A Comissão Regional Nordeste 2 da Pastoral Familiar, que reúne os estados de Pernambuco, Alagoas, Rio Grande do Norte e Paraíba, promoveu nesta semana um Encontro com os assessores eclesiásticos de suas dioceses. O evento ocorreu entre segunda (9) e quarta-feira (11), no Convento dos Frades Carmelitas, localizado no município de Camocim de São Félix (PE), ligado à Diocese de Caruaru (PE). No total, participaram 19 assessores do regional.

Foto: Divulgação/Regional Nordeste 2

O encontro foi iniciado com a celebração da Santa Missa, presidida pelo Pe. Elvis Feliciano, assessor da Comissão Regional, e concelebrada pelo assessor da Comissão Nacional da Pastoral Familiar, Padre Crispim Guimarães e o assessor da Diocese de Petrolina (PE), Pe. Humberto Ferreira. O bispo referencial do Regional, dom Dulcênio Fontes de Matos, justificou a ausência, pois se encontra em Roma para uma visita Ad Limina Apostolorum.


Após a missa, os assessores se reuniram para uma breve apresentação falando sobre a realidade e desafios de suas dioceses. O momento foi oportuno para discutir também as expectativas sobre a formação considerando que alguns assumiram a função há pouco tempo.

O casal Milton e Lourdes que coordena a Comissão Regional esteve presente dando as boas vindas juntamente com o casal coordenador da Diocese de Caruaru Willams e Carolina, além dos integrantes do Núcleo de Formação e Espiritualidade, Francisca Teixeira (Tica), Edite e Clidenor.

Em um clima de espiritualidade e formação, Padre Crispim conduziu o encontro fazendo uma abordagem centrada na identidade do Assessor Eclesiástico da Pastoral Familiar. Inicialmente fez uma contextualização histórica através dos documentos da Igreja apresentando alguns conceitos do que é a Pastoral Familiar, como nasceu, quando iniciou ressaltando os seus objetivos. Apresentou também a estrutura, quem são os responsáveis além dos setores e funcionamento a nível paroquial, diocesano, regional e nacional.

Nesse contexto, Padre Crispim enalteceu a importância da Pastoral Familiar em cada paróquia diante da realidade e dos desafios apontados pela exortação apostólica Amoris Laetitia. “A Pastoral Familiar surge como uma resposta da Igreja em favor da família que, agredida, se desestrutura e tem dificuldades de existir, evangelizar os relacionamentos, e formar cidadãos”, disse.

Ele apresentou para os assessores vários documentos de preparação e desenvolvimento das atividades em cada setor da Pastoral. Dentre eles, destacou o Guia de Implantação e o Diretório como base para a formação dos agentes da Pastoral. De acordo com o assessor nacional, os documentos servem de apoio como verdadeiros itinerários pedagógicos de fé nos quais mostram didaticamente alguns passos que venham a contribuir em todas as fases da vida, o que chamou de caminhada vocacional.

De modo muito especial, Padre Crispim apresentou e convidou todos os assessores a fazer o curso do INAPAF para que possam se aprofundar e conhecer melhor a dinâmica da Pastoral.

O ponto chave do encontro foi abordado no último dia de formação em que se falou sobre a identidade do assessor, qual a sua função, competências e responsabilidades. Pe. Crispim chamou a atenção de todos sobre o que diz o Papa: “Espero que cada assessor sinta-se chamado a cuidar com amor da vida das famílias, porque elas não são um problema, são, sobretudo, uma oportunidade”, lembrou.

Repercussão


No final da formação, os participantes fizeram uma avaliação muito positiva principalmente sobre a condução e o conteúdo repassado no decorrer do encontro. De acordo com o Pe. Airton Barbosa, da Diocese de Nazaré (PB), a formação ajudou a compreender a importância da Pastoral em cada paróquia. Já o padre João Paulo, da Diocese de Campina Grande (PB), disse que saiu entusiasmado para continuar a missão. “Volto para a minha Diocese com a sensação de que estamos no caminho certo diante das ações já desenvolvidas”, concluiu o padre assessor.

Pe. Elvis Feliciano, assessor da Comissão Regional e padre da Arquidiocese de João Pessoa (PB), ficou muito satisfeito com o encontro pois vários assessores sugeriram a manutenção deste encontro formativo a cada ano. “Fico feliz pois o encontro foi muito proveitoso para todos nós diante da riquíssima formação e esperamos que os assessores aproveitem o conteúdo assimilado e levem para as suas dioceses”, ressaltou o padre.

“A experiência de um encontro de assessores eclesiásticos do regional Nordeste 2 foi muito proveitosa”, destacou o assessor Nacional Pe. Crispim. “Este encontro é uma perspectiva que se abre para o Brasil pois é um momento importante de reunir os assessores diocesanos de cada regional e proporcionar momentos de formações múltiplas”, completou.

Texto: Geovaneto e Juliana - Agentes de comunicação do Regional Nordeste 2 e casal coordenador da Diocese de Campina Grande (PB)
Edição: André Luiz Gomes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.